Inteligência emocional no ambiente de trabalho. Cinco passos para colocar em prática!

Você sabia que esta competência é uma das mais valorizadas pelas organizações? Vamos aprender mais sobre Inteligência Emocional?

Publicidade

A inteligência emocional é uma das competências mais indispensáveis para lidarmos com as incertezas e mudanças que vem surgindo em nossa vida a todo instante!

Publicidade

Assim na psicologia, a inteligência emocional é considerada a facilidade de lidar com os suas emoções e com os seus sentimentos. Portanto quanto mais fácil você lida com esses sentimentos, maior será a chance de você saber lidar com emoção ou sentimento. Isso também aumentará a chance de você conseguir se manter no controle do seu sentimento instantâneo!

Publicidade

Veja melhor neste artigo que preparamos pra você como desenvolver essa habilidade e qual é a sua real importância no âmbito de trabalho.

A Inteligência emocional é um diferencial positivo no ambiente de trabalho

Não é ao acaso que a inteligência emocional é sempre vista como um diferencial. Assim estando entre as competências comportamentais que são mais valorizadas em todo o mercado de trabalho atualmente!

Quem tem essa inteligência emocional, consegue sempre raciocinar mesmo que sob pressão e tende a sempre manter o foco nas situações mais complicadas.

Um profissional que contenha essa competência, dificilmente será confundido com alguém que tenha um comportamento “Explosivo”. Até porque a Inteligência Emocional ajuda as pessoas a controlar os seus sentimentos e repassa-los de uma forma bem compreensível, sem grandes emoções ou explosões.

Você acha que somente líderes devem desenvolver esta competência dentro do trabalho?

Se você tem essa opinião, estamos aqui pra te ajudar a mudar de pensamento. Ainda que seja comum depositarmos tal peso nos cargos de gestão, essa competência tem de ser trabalhada a qualquer profissional em qualquer nível na empresa! Assim sendo Jovem Aprendiz, Júnior, Pleno, Estagiário ou até mesmo Sênior.

Assim significando que quanto mais cedo você conseguir desenvolver essa sua inteligência emocional, mais você como pessoa irá saber lidar com as frustações e saber como ofertar seus sentimentos de uma maneira mais adequada.

A longo prazo, isso ainda ajudará você a se relacionar com os demais colaboradores. Assim te auxiliando a desenvolver outras competências que podem vir a ser bastante valorizadas nas organizações. Portanto tudo isso pode vir a contar pontos positivos no momento de uma possível promoção no trabalho! Bacana né?

Inteligência emocional no ambiente de trabalho. Cinco passos para colocar em prática!
Inteligência emocional no ambiente de trabalho. Cinco passos para colocar em prática!

Como ter a inteligência emocional no ambiente de trabalho!

Se você está aqui conosco e ainda não é o tipo de pessoa que consegue controlar suas reações e também suas emoções, saiba que essa Inteligência Emocional é uma ótima competência a ser desenvolvida.

Assim precisando apenas de você querer iniciar! Vamos a alguns pontos?

1. Observe quais são suas reações decorrentes a seu comportamento.

Este é o primeiro passo que você precisa avaliar se quer desenvolver a inteligência emocional! Quando você se deparar com sentimentos bons ou ruins tente observar como reagirá fisicamente e mentalmente.

É importante que você perceba como as suas reações irão impactar sobre o ambiente e as pessoas que estão com você. Vamos citar um exemplo?

Caso você receba uma noticia não muito boa ou até mesmo uma crítica, é importante que você avalie com cuidado como você se sentiu e sucessivamente como demonstrou tais emoções. Ai está uma clara oportunidade de melhoria! Já havia parado pra pensar nisso?

2. Controle de suas reações.

Durante o seu expediente de trabalho a impulsividade não é considerada uma boa aliada! Com isso, é importante que você reaja e tente dominar suas reações.

Assim quando perceber que sua reação foi exaltada, pare e tente não reagir de imediato. Espere até que uma nova emoção seja imposta para que você possa antes de tomar uma atitude, agir com maestria.

Está dica é muito relevante quando a situação que você está passando está relacionada a sentimentos negativos tais como o medo, a raiva, a insegurança e até tristeza.

3. Desenvolva sua autoconfiança e seu autoconhecimento.

Portanto além de você analisar o seu comportamento e também as suas emoções, como citamos no primeiro item dessa lista, para dominar a Inteligência emocional, você precisa se conhecer muito bem.

Coloque em pauta quais são seus pontos fracos e seus pontos fortes, o que você acha que precise melhorar e o que você faz muito bem, o autoconhecimento ajuda também a desenvolver a sua autoconfiança, uma aliada muito importante da sua inteligência emocional.

4. Aprenda a priorizar o importante

Tudo muda conforme o tempo for passando, tanto fora quanto dentro do ambiente de trabalho. Assim para que você não viva em pânico, precisará aprendera separar o que é urgente e o que pode ser deixado pra ser resolvido depois.

Saber priorizar é algo muito importante! Assim especialmente para quem exerce o seu trabalho sob pressão de prazos ou metas! Defina você o que precisa vir primeiro.

5. Desenvolva o que chamamos de Resiliência.

A resiliência no ambiente de trabalho é a capacidade que você tem de permanecer “inteira” apesar da pressão e das adversidades que vem durante o dia a dia.

Um profissional que tem a “Resiliência” consegue também absorver durante a sua rotinha os impactos ocasionados pela correria e manter o seu pensamento focado no que necessita ser executado. Essa é uma competência também valorizada pelas organizações, pois te auxilia a desenvolver a sua inteligência emocional.

Gostou do conteúdo? Não esqueça de acompanhar a gente sempre! Conteúdos exclusivos pra você!

 

About The Author


Matheus Henrique

Jornalista e Redator com vasta experiência na criação de conteúdo para Web. Atuo também como Designer e Gestor de trafego na Empresa Boas Ideias. Desde 2017 na área de redação, produzo conteúdos sobre Economia, Finanças e Trabalhistas.